Turrandrebá

Gelei quando a moça da secretaria disse que minhas fotos 3x4 não serviam para a inscrição no curso de massagem. Precisava de fotos de outro tamanho... 2 inches? Que m. Nem sabia que tamanho era esse e já estava prevendo a novela que seria fazer as fotos. Parece bobagem, né? Mas aqui em Bangkok, ainda mais no entorno da Wat Pho, a coisa pega. A comunicação é muito difícil! Você olha nos olhos da vendedora de comida de rua (são ótimas), fala vagarosamente "no ispaici, pliss" com as mãos em posição de prece, abana a língua, confirma "ok"? Ela sorri, move a cabeça afirmativamente, repete "ok" e te faz soltar fumaça pelas orelhas na primeira colherada. Não é sacanagem dela. Simplesmente não entende e sorri como todo tailandês faz. Pode estar te mandando à merda, boiando, mas sempre sorrindo. Não confio mais. Agora ando com uma pimenta vermelha na carteira e mostro quando peço a comida. Ainda assim vem com pimenta, mas em quantidade suportável. Por enquanto tá funcionando.
Saí correndo no intervalo do almoço para tentar fazer as fotos no tamanho pedido. E, nossa! Na quadra seguinte vi uma loja com um banner Kodak! Que sorte! Já fui logo falando que precisava de pictures. A mocinha "No no... no picture".  Ai Jesus! Como assim? Um monte de "fotinhas" recortadas no balcão! Tentei explicar, mas ela correu para os fundos da loja chamar a dona. Lá vem uma senhorinha sorrindo. Não confio. Vou tentar mímica. O curto tempo de almoço voa, e preciso comer um Phathai nem que seja pegando fogo ou não aguentarei a fome até o final da tarde. Apontei para as fotos no balcão, escrevi 2 inches, mostrei a bolsa da escola e rezei. A senhora viu minha bolsa e falou "massage school" UFa! Me vestiu um paletó preto e  me guiou para o fundo da loja. Falei "sorry, sorry", e gesticulei uma arrumação no cabelo,  dando a entender que queria dar uma arrumada no rosto. Suor pingando, provavelmente descabelada e sem óculos escuros para salvar a selfie... ia ficar o cão. (O certificado vem com foto e esse vou querer pendurar!) Mas ela simplesmente sorriu e disse: Sitipliii. Pqp. E mandou sorrir! Sorri, claro. Vou discutir? Nem. Pelo menos sairia o cão sorrindo.
Turrandrebá= two hundred bht= vinte reais.
Tumoró lãx tái= amanhã na hora do almoço.
Voltei hoje para pegar as fotos e parecia eu... 20 anos atrás, maquiada,  pele efeito mate, cabelos até ajeitados, sombrancelhas fartas e olhos brilhantes. Pescoço e colo de 15 aninhos.
Conversei na escola e me falaram que é normal aqui. Fotos para documentos tratadas. Mas não é um "filtrozinho" tipo Insta.  Alguns colegas, rindo muito, foram mostrando as fotos. O garoto da Alemanha, chapado de espinhas, estava radiante com as bochechas de pêssego.  O australiano calvo parecia estar de peruca. Metade do nariz da estudante indiana tinha desaparecido. O colombiano Juan, que já é bonito, estava um colosso! E eu lá... praticamente debutando. Todos sorrindo.
Conclusão: Não acredite no sorriso tailandês.  Muito menos nas fotos.

Comentários

  1. Delícia de comida. Qto mais hot, mais gostoso!!! A foto ficou ótima. Vc bem que podia trazer a senhorinha para o nosso Poupatempo! Sucesso garantido.kkk Aproveita o curso. Quero ser sua cobaia kkk. Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi exatamente o que pensei na hora. Sucesso garantido! Rsrsrs e sua massagem também tá garantida!

      Excluir
    2. Ai... amei o texto! Que aventura pode ser se comunicar! Kkkk Vc tira de letra! Bjs.

      Excluir

Postar um comentário